Sábado, 3 de Junho de 2006

Trailer e FotoCine - The Omen

Poster - The OmenThe Omen - O Génio do Mal é mais um remake de um clássico de horror de 1976.

Ele nasceu às seis horas do sexto dia do sexto mês. A chegada do fim do mundo, confronto final entre as forças do Bem e do Mal, conforme previsto pelo Livro das Revelações, irá começar com o nascimento do filho de Satanás - na forma de um humano.

Depois que seu filho nasce morto, um diplomata americano, Robert Thorn, aceita a oferta do padre do hospital e adota uma outra criança nascida naquela noite porém não revela esse fato para sua mulher, Kathryn, para não a abalar. Kathryn nunca saberá a verdade, e o filho deles, que chamarão de Damien, será criado como se fosse de seu próprio sangue. Entretanto, alguns acontecimentos, todos aparentemente relacionados ao menino, que agora têm cinco anos, são profundamente perturbadores. Os incidentes se multiplicam, apontando para algo errado com Damien. Entra em cena a Sra. Baylock, a nova babá de Damien, que parece ter uma devoção anterior a essa criança. E aí a tragédia atinge o lar dos Thorn. Mas só mais tarde Thorn compreende a verdade: Damien não é uma criança comum, ele é o Anticristo anunciado em velhas profecias. Agora, Thorn deve fazer o sacrifício extremo para impedir que um terror indescritível atinja o mundo.

No filme original ocorreram uma série de acidentes durante as filmagens quando seu título original ainda era "The Antichrist to the Birthmark". O hotel onde o diretor Richard Donner estava hospedado sofreu um atentado com bombas do IRA; o avião do roteirista David Seltzer sofreu um acidente; o ator Gregory Peck cancelou na última hora um vôo para Israel cujo avião sofreu um acidente e todos os que estavam dentro dele faleceram; e ainda os principais atores do filme sofreram um acidente automobilístico quando se dirigiam para rodar uma das cenas do filme.

Será que as coisas irão se repetir?

Veja aqui os trailers, o FotoCine e no dia 6 do 6ª mês do ano 2006, veja o filme numa sala de cinema perto de si!

The Omen [Trailers]
Teaser Trailer
Trailer Internacional
Trailer Oficial



Riccardo às 14:00
# | | ver comentários (6)
Sábado, 27 de Maio de 2006

Filmes de 2006 - O Código Da Vinci

O Código Da Vinci

O Código Da Vinci, todos falam dele e porque será? Porque motivo, o livro que agora deu origem a um filme, sempre esteve em volta de muita polémica? Porque será que Dan Brown conseguiu conquistar tantos leitores por este mundo a fora? Porque? Não sei!

Talvez eu seja uma das poucas pessoas que andam por ai que ainda não tenha lido o livro. Como sou um fanático a 100% pelo cinema e não tenho por hábito ler, aquilo que normalmente faço quando acontecem situações dessas - livro gera filme - é primeiro ver o filme e se gostar, leio o livro. Pois bem, eu já vi o filme que andou na boca de todo o mundo e creio que vou continuar a ser, uma das poucas pessoas que não leu O Código Da Vinci e que mesmo gostando do filme, não tenciona lê-lo.



Há uns tempos atrás, cheguei a pensar que as pessoas estavam possuídas pelo O Código Da Vinci. Deveria haver qualquer coisa no ar que andava a afectar a mente das pessoas, porque por onde eu andava só via pessoas agarradas ao livro. Era no comboio, no metro, no autocarro, no trabalho, era em todo o lado. Chegava-se ao ponto de eu estar sentado no comboio e todas as pessoas sentadas a minha volta terem o livro na mão. Muitas vezes, por causa dessas situações eu questionava-me a mim próprio: será que o livro é realmente fantástico ou será que é chique ter o livro consigo? Não vou responder a essa questão mas como conheço muitas pessoas que já leram o livro, acho que as opiniões são diversas. Muitos são aqueles que dizem que o livro é fantástico, com uma boa história e muito bem escrito, assim como existem muitos que dizem que o livro não vale nada. Eu como não conheço O Código Da Vinci (o livro) não posso prenunciar-me e por isso, como aquilo que pretendo é fazer a minha análise em relação ao filme, vou tentar esquecer o livro e pensar no filme como sendo um produto original sem ter sido baseado num best-seller.

Em poucas palavras, o filme conta a história do famoso professor Robert Langdon que é chamado ao museu do Louvre, onde um dos curadores foi assassinado, deixando atrás de si um misterioso rasto de símbolos e pistas. Com a sua vida em risco, Langdon desvenda uma série de chocantes enigmas escondidos nas obras de Leonardo Da Vinci, que conduzem a uma sociedade secreta dedicada a guardar um segredo antigo há 2000 anos.



Ron Howard conseguiu reunir neste filme um elenco de luxo onde à cabeça está o grande Tom Hanks. O actor já conseguiu alcançar uma carreira de respeito, com vários pontos altos na sua vida. No entanto, apesar do seu talento ser indiscutível neste filme não houve muitas possibilidades de o demonstrar, fazendo com que as verdadeiras estrelas do filme (na minha opinião) tenham sido Audrey Tautou, Ian McKellen e Paul Bettany. A actriz francesa que todo nos conhecemos d’O Fabuloso Destino de Amélie Poulain interpreta na perfeição a personagem Sophie Neveu. A sua personagem é tão forte que por vezes, acho que apaga um pouco a imagem do actor Tom Hanks, ou melhor, da personagem Robert Langdon que parece um pouco aparvalhada (será que ele também é assim no livro?) Outra personagem também muito forte é sem dúvida nenhuma a de Silas interpretado pelo Paul Bettany. A esse actor, só temos mesmo é que aplaudir porque ele, com o seu monge “fantasma” consegue fazer com que tenha-mos medo da sua presença, assim como também pena. Confesso! Com o Silas arrepiei-me todo. Em relação ao Ian McKellen que este mês esta em dose dupla no cinema como o Magneto no X-Men e como o Sir. Leigh Teabing apenas tenho a dizer que uma vez mais este grande actor deixou-se abrilhantar com o seu talento. Para além deles, o filme conta ainda com a presença de Jean Reno (Bezu Fache) e Alfred Molina (Bispo Manuel Aringarosa).



Em duas horas e meia, o filme andou sempre com a velocidade máxima. Compreendo que talvez não tenha sido fácil compactar toda a história do livro num filme, mas se eu tivesse a tarefa de realizar O Código, com toda a certeza colocaria mais meia hora de filme. Talvez assim, as coisas seriam contadas com mais detalhes. A história esta muito bem contada e dá que pensar. Eu não sou propriamente crente na história de Jesus Cristo e admito que entre a história que todos nós conhecemos a mais de dois mil anos, com a história apresentada neste filme, gosto muito mais da versão do filme e acho até que muitas coisas fazem sentido. Mas isso é indiferente!

Como filme, O Código Da Vinci surpreendeu-me. Verifiquei que não faz qualquer sentido toda essa polémica. É um filme, é uma história. Uns gostam, outros não. E não faz qualquer sentido questionar se a história tem um que de verdade ou não. Eu gostei do filme e acho que esta muito bem feito. Ron Howard esta de parabéns. Conseguiu fazer um filme com muitos mistérios, alguma acção e fez com que as duas horas e meia de filme fossem bem passadas.

Riccardo às 10:40
# | | ver comentários (3)
Quinta-feira, 25 de Maio de 2006

Filmes de 2006 - X-Men: O Confronto Final

X-Men: O Confronto Final

Cheguei agora mesmo a casa depois de uma ida ao cinema. Obviamente, por hoje ser dia 25 de Maio e por ter estreado o filme muito falado neste blog nesta ultima semana, o X-Men: O Confronto Final, fui vê-lo e acho que amanha... vou vê-lo novamente! É que depois de ter visto os blogs Cool 2 Ra, CineBlog e Viciados em Cinema e TV, e depois de também ser alertado pelo jovem da bilheteira do Alvaláxia dos segundos que se seguem logo após o final da ficha técnica, lá fiquei eu (como muitos!) a espera do momento crucial. Depois de ver aqueles breves segundos fiquei super intrigado, e a vontade que tive foi de voltar a ver o filme para então perceber aquela cena. E é o que eu vou fazer!

Fiquei muito tempo a espera deste Confronto Final entre Mutantes, Humanos e... Mutantes. Ao longo desta semana passada, dediquei grande parte dos posts do EVCine aos X-Men e isso porque tinha quase a certeza que este iria ser um bom filme. Agora que já o vi, acho que o filme superou as minhas expectativas mas... eu confesso! A verdade é que nunca fui adepto dos X-Men. Nunca peguei na Banda Desenhada e aquilo que conhecia dos X-Men era mesmo os desenhos animados que deram há algum tempo atrás na SIC. Lembro-me perfeitamente que na altura, detestava aqueles desenhos animados mas a minha irmã adorava. Acho que eram os desenhos animados preferidos dela e sempre tentava-os ver. Já eu, optava por outras coisas, pois não conseguia encontrar piada nenhuma naquelas personagens. Quando X-Men, O Filme estreou nas salas de cinema, se na altura não gostava dos desenhos animados, porque haveria eu de ver o filme? Por isso, não fui ao cinema vê-lo e só muito depois da sua estreia é que resolvi vê-lo em DVD, isto porque a minha irmã alugou-o. Ainda lembro-me que não gostei nem um pouco do filme mas... a vida tem dessas coisas e já não é a primeira vez, que de um momento para o outro passo a gostar de algo que antes não gostava. Foi no Verão de 2003 que num belo dia resolvo ir ao cinema. Como naquele altura ia quase todos os dias ao cinema, chegou um momento em que já tinha visto todos os filmes em cartaz excepto o... X-Men 2. E como queria ir ao cinema e não tinha outras opções lá acabei por ver o filme que julgava eu que não ia prestar para nada. Mas enganei-me. X-Men 2 surpreendeu-me imenso e foi um filme que eu adorei. Tinha uma boa história, uma boa acção, bons efeitos e quando dei por mim já estava a tornar-me um adepto dos X-Men (mas em especial, adepto da personagem Jean Grey). Adorei tanto esse filme que já o vi uma série de vezes e é por isso que a ansiedade de ver uma nova aventura dos X-Men, era muito grande. Mas tudo isto para dizer, que apesar de ter gostado muito deste Confronto Final, apesar de não ter saído da sala desiludido (muito pelo contrário!), confesso que gostei mais do segundo filme.
X-Men: O Confronto Final
Como já vos tinha dito, nunca fui propriamente um grande adepto dos X-Men, por isso pouco conheço da história de cada personagem, mas se há personagem que sempre fascinou-me foi a de Jean Grey (Famke Janssen). Fiquei muito admirado, quando no segundo filme, ela morre no final e agora nesta terceira parte ela regressa. Não propriamente como Jean Grey mas sim como Fênix Negra, uma outra face de Jean que eu desconhecia por completo, mas que os mais atentos ao X-men (como a minha irmã), já a conheciam perfeitamente.

Nesta terceira parte dos X-Men, tal como o nome do filme indica, os mutantes resolvem fazer um confronto. Onde de um lado encontram-se os mutantes liderados pelo Magneto (Ian McKellen), do outro lado, os mutantes da equipa do Professor Xavier (Patrick Stewart) e entre esses dois lados de mutantes encontram-se os humanos. Todo esse confronto começa por causa dos humanos, pois são eles que criam uma "cura" para a mutação, dando aos mutantes a possibilidade de manter aquilo que os faz únicos, ainda que isso os isole e os afaste do resto da sociedade, ou desistir de seus poderes para serem aceitos por ela. Com isso, os líderes dos mutantes, com pontos de vista opostos – Charles Xavier, que prega a tolerância, e Eric Lensherr (Magneto), que acredita na sobrevivência dos mais fortes –, têm de enfrentar o maior teste de todos: começar a guerra que irá por fim a todas as guerras.

X-Men 3 reúne as estrelas dos dois primeiros filmes X-Men: Hugh Jackman como Wolverine, uma máquina de combate solitária que possui impressionantes poderes de cura, garras de adamantium retrateis e a fúria de um animal; Halle Berry como Tempestade, que pode manipular todas as formas de clima - e voar; Ian McKellen como Magneto, um mutante poderoso capaz de controlar e manipular metais; Patrick Stewart como Xavier, telepata, fundador e líder dos X-Men; Famke Janssen como Jean Grey, uma mutante com um poder incalculável, sendo a mutante com a força mais poderosa; Anna Paquin como Vampira, que absorve o poder e ameaça a vida de qualquer pessoa que ela toque; Rebecca Romijn como a mutante capaz de metamorfose Mística; James Marsden como Ciclope, cujos olhos lançam um raio de energia que podem rasgar montanhas; e Shawn Ashmore como o Homem de Gelo, que pode reduzir a temperatura de seu corpo e irradiar frio intenso; entre tantos outros personagens novos que aparecem na trama.
X-Men: O Confronto Final
X-Men: O Confronto Final foi apresentado como o clímax da trilogia X-Men, e todo o filme desenrolou-se dando a sensação de que é realmente o fim. Devido a cura encontrada pelos humanos que provem de um menino especial, alguns personagens importantes na história perdem os seus poderes e tornam-se humanos, outros personagens, também importantes acabam por morrer mas... será mesmo este o fim da saga X-Men? Acho que isso agora depende da imaginação de cada um. Eu pessoalmente, acho que ainda existe material para dar continuidade a história, por causa dos segundos finais que vemos antes e depois da ficha técnica.

Com bons efeitos, com uma boa história, com um bom elenco... valeu a pena esperar! O filme esta magnifico. Tem uma boa dose de acção mas também de emoção. Eu, voltarei a ver o filme mas... a semana dedicada ao X-Men, termina por aqui!

Riccardo às 20:57
# | | ver comentários (2)

Estreias da Semana [de 25 de Maio a 1 de Junho]


De 18 a 24 de Maio o EVCine dedicou toda essa semana ao filme X-Men, filme esse que para mim é considerado o filme do mês de Maio. Hoje, o filme chega finalmente as nossas salas e por isso irei ao cinema vê-lo o quanto antes.

Mas outros filmes chegam aos nossos cinemas, e por isso fiquem com a lista dos filmes que estreiam esta semana (de 25 de Maio a 1 de Junho). Informo que na blog Posters EVCine já poderás encontrar os posters dos filmes que aqui irei falar. Divirtam-se e Bom Cinema!!

X-MEN - O CONFRONTO FINAL

- Pela primeira vez, eles têm a oportunidade de escolher: manter a sua unicidade, através do isolamento e alienação, ou desistirem dos seus poderes, tornando-se humanos.Com os pontos de vista antagónicos dos líderes, Xavier, que recomenda tolerância e Magneto que acredita na sobrevivência dos mais bem dotados, têm que enfrentar o último combate - uma guerra final para acabar com todas as guerras.

O TEMPO QUE RESTA

- Romain é um jovem fotógrafo de moda. Com um apartamento moderno, uma relação estável e uma carreira em ascensão, nada parece faltar-lhe. Até que, durante uma sessão de fotografia, desmaia subitamente. Os receios de ter contraído SIDA são ensombrados por um diagnóstico ainda mais brutal: um cancro, em fase avançada e terminal. Com três meses de vida estimados, Romain terá que se confrontar com a sua vida... e com a sua morte. Conseguirá Romain encontrar paz interior no derradeiro momento...? Ou acabará por sucumbir a uma espiral de negação e auto-destruição?

MODIGLIANI

- Chegando como um cometa, ele dança nas mesas, bebe com paixão pela vida e o seu fim foi a tragédia de um verdadeiro génio como Van Gogh e Mozart. Estamos em 1919. A Grande Guerra acabou e a vida nocturna em Paris está cheia de Paixão escura e Obsessão descontrolada. No café Rotonde, o refúgio dos artistas, encontramos uma mesa, como qualquer outra na história: Picasso, Rivera, Stein, Cocteau, Soutine, Utrila e Modigliani. Esta é a história da rivalidade entre Modigliani (Andy Garcia) e Picasso (Omid Djalili). Dois Homens cuja inveja um do outro é alimentada pelos seus brilhos, arrogâncias e paixões.

INDIAN - O GRANDE DESAFIO

- Burt Munro é um homem que nunca deixou desvanecer os sonhos da juventude. Depois de uma vida dedicada a aperfeiçoar a sua motorizada, Burt partiu do fim do mundo para testar a sua máquina no deserto e contra todas as probabilidades, estabeleceu um novo recorde e capturou o espírito do seu tempo.

OUTRAS ESTREIAS:

A PISTA

- Por altura da morte da mãe, Grace, de 14 anos, decide voltar para África para encontrar Gary, o seu pai geólogo, que raramente viu desde o divórcio dos pais. A relação entre estas duas personagens muito sensíveis, mostra-se ainda mais difícil quando uma missão de resgate os separa de novo. Apanhado por ventos fortes, o avião de Gary despenha-se no meio do deserto onde é feito prisioneiro por um gang de guerrilheiros à procura de diamantes... Apercebendo-se da incapacidade da equipa de salvação, Grace prepara-se para procurar o pai com Kadjiro, o antigo guia da família. Sozinhos e inconscientes do perigo, vão para o deserto profundo onde Grace tenta reconstruir o caminho que a separa do pai.

NATUREZA MORTA

- Dentro de uma imagem esconde-se sempre outra imagem. Utilizando apenas materiais de arquivo e sem recorrer a palavras, Natureza Morta redescobre e penetra na opacidade das imagens captadas durante os 48 anos da ditadura portuguesa (actualidades, reportagens de guerra, documentários de propaganda, fotografias de prisioneiros políticos, mas também rushes nunca utilizados nas montagens finais), permitindo a sua reabertura a diferentes leituras.

Observações: A secção Estreias da Semana no Escrever e Ver Cinema é sempre feita com uma semana de antecedência e com base nas datas previstas de estreia em Portugal apresentadas pelo site 7arte. Por esta razão, as datas podem ser alteradas sem qualquer aviso prévio e lamento desde já os enganos que entretanto possam surgir.

Riccardo às 08:22
# |
Quarta-feira, 24 de Maio de 2006

Clip - Entrevista com as estrelas


VER Entrevistas sobre X-MEN

Riccardo às 23:36
# |

Trailer - X-Men, O Confronto Final


Personagens do X-MEN 3 A contagem esta quase a chegar ao fim. Falta apenas 1 dia e é já amanha que o X-Men 3 estreia nas melhores salas do país. Eu como não aguento mais de tanta ansiedade já amanha estarei nos Cinemas Millenium no Alvaláxia para finalmente ver este grande confronto entre mutantes e humanos.

Mas... como ainda faltam algumas horas para a estreia dou-vos uma sugestão. Porque não ver o teaser e o trailer oficial do filme? Calculo que já tenham visto mas, não custa nada vê-lo outra vez, pois não??

Riccardo às 10:20
# |
Terça-feira, 23 de Maio de 2006

Curiosidades - X-Men O Confronto Final

X-MEN 3 - Storm - Inicialmente seria Bryan Singer, realizador dos filmes anteriores, quem iria realizar esta terceira parte do X-Men. No entanto Singer decidiu realizar Superman Returns, disponibilizando-se a realizar o 3º filme dos X-Men logo em seguida. Entretanto, como a Fox queria lançar o 3º filme da série em 2006, decidiu substituí-lo por outro realizador.

- Singer levou para os sets de filmagens de Superman - O Retorno boa parte da equipe técnica dos filmes anteriores da série X-Men. Entre eles estavam o compositor e editor John Ottman, o fotógrafo Newton Thomas Sigel, o cenografista Guy Dyas e os guionistas Mike Dougherty e Dan Harris.

- Após a saída de Bryan Singer foi contratado em seu lugar Matthew Vaughan, que acompanhou o desenvolvimento da produção e do guião, mas desistiu do projecto apenas 9 semanas antes do início das filmagens. Vaughan alegou que não desejava trabalhar em um filme que teria uma agende de um ano inteiro, o que o afastaria da sua família.

- Após a desistência de Matthew Vaughan é que Brett Ratner, que esteve quase para realizar o 1º filme da série, foi contratado para dirigir X-Men - O Confronto Final.

X-MEN 3 - Jean - O actor Mike Vogel chegou a ser contratado para interpretar o personagem Anjo, mas teve que deixar o projecto devido a conflitos de agenda com outro filme em que estava a trabalhar na época, Poseidon (2006).

- Os atores Nick Stahl e Jed Bernard fizerem testes para o personagem Anjo.

- A actriz Maggie Grace esteve quase para interpretar a personagem Kitty Pryde, mas não pôde aceitá-la devido a conflitos de agenda com a série de TV em que trabalhava na época, "Lost".

- A actriz Summer Glau fez testes para interpretar a personagem Kitty Pryde.

- O actor Josh Holloway recebeu a proposta de interpretar Gambit no filme, mas não a aceitou por considerar o personagem muito parecido com o que interpretava na série de TV "Lost". Posteriormente o personagem foi excluído do roteiro.

- Foi construída uma réplica da Golden Gate com 762 metros, para a realização de uma cena.

- O orçamento de X-Men - O Confronto Final foi de 150 milhões de dólares.


Fonte: Adoro Cinema

Riccardo às 20:00
# | | ver comentários (1)

Clip - TV Spots sobre o X-Men


Personagens do X-MEN 3 Hoje vamos ficar com alguns spots de TV dedicados ao X-Men. Para ver o primeiro basta dar um clique aqui. Para ver o segundo spot então entrem aqui!

Os outros dois são apresentados pelo YouTube e podes vê-los logo abaixo. Divirtam-se e não se esqueçam, faltam 2 dias...

TV Spot - X-Men 3 TV Spot - X-Men 3
     
TV Spot - X-Men 3 TV Spot - X-Men 3
Riccardo às 10:15
# |
Segunda-feira, 22 de Maio de 2006

Clip - 7 minutos inéditos do X-Men


VER o Clip de 7 minutos

Riccardo às 10:00
# | | ver comentários (3)
Domingo, 21 de Maio de 2006

Poster - X-Men (parte 2)


Poster - X-Men, O Confronto Final
Poster - X-Men, O Confronto Final
Poster - X-Men, O Confronto Final

A contagem decrescente continua. Neste momento faltam 4 dias!

Riccardo às 10:00
# |

Junho 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


Nome: Riccardo Fornasari
Idade: 25 anos
Adoro... Escrever
Sou viciado em... Cinema
Meu e-mail é... evcine@sapo.pt

Se querem saber mais sobre mim podem sempre enviar e-mails com as vossas questões, sugestões ou comentários...

Trailer e FotoCine - The ...

Filmes de 2006 - O Código...

Filmes de 2006 - X-Men: O...

Estreias da Semana [de 25...

Clip - Entrevista com as ...

Trailer - X-Men, O Confro...

Curiosidades - X-Men O Co...

Clip - TV Spots sobre o X...

Clip - 7 minutos inéditos...

Poster - X-Men (parte 2)

Curiosidades - Os primeir...

Globos de Ouro (à Portugu...

Clip - X-Men (Logan and J...

Curiosidades - O Código D...

Poster / FotoCine / Trail...

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

clip

curioso

dvd

escrever

estreias

filmes 2006

fotos

incrivel

livros

noticias

poster

premios

top

trailer

x-men

todas as tags